Em grau inferior da hierarquia estão os diáconos, aos quais foram impostas as mãos "não em ordem ao sacerdócio mas ao ministério". Pois que, fortalecidos com a graça sacramental, servem o Povo de Deus em união com o Bispo e o seu presbitério, no ministério da liturgia, da palavra e da caridade. É próprio do diácono, segundo for cometido pela competente autoridade, administrar solenemente o Batismo, guardar e distribuir a Eucaristia, assistir e abençoar o Matrimónio em nome da Igreja, levar o viático aos moribundos, ler aos fiéis a Sagrada Escritura, instruir e exortar o povo, presidir ao culto e à oração dos fiéis, administrar os sacramentais, dirigir os ritos do funeral e da sepultura. Consagrados aos ofícios da caridade e da administração, lembrem-se os diáconos da recomendação de S. Policarpo: "misericordiosos, diligentes, caminhando na verdade do Senhor, que se fez servo de todos".

[…] O diaconado poderá ser […] restaurado como grau próprio e permanente da hierarquia.

II Concílio do Vaticano, Lumen Gentium, n. 29

14 de novembro de 2021
Decorreu a 14 de novembro, na Casa Diocesana de Vilar, o retiro dos candidatos em formação para o diaconado permanente, orientado pelo Diác. António Avelino Luís. Participaram também algumas esposas. Na Eucaristia a que presidiu na conclusão do retiro, D. Manuel Linda, bispo do Porto, admitiu entre os candidatos à ordem do diaconado António Agostinho da Costa Teixeira (Paróquia de Folgosa, Maia), Carlos Avelino da Silva Lima (Paróquia de Rio Tinto, Gondomar), Domingos Manuel Neves Moutinho 
(Paróquia de Folgosa, Maia), Miguel António Fontes da Silva (Paróquia de Sanguedo, Santa Maria da Feira) e Sérgio Fernando da Silva Pinto (Paróquia de Folgosa, Maia). 
9 de novembro de 2021
Decorreu por meios telemáticos a sessão de Formação Permanente agendada para 9 de novembro. À sessão do ciclo Levanta-te: Juntos por um caminho novo, que constou da conferência proferida pelo P. Sérgio Leal, com o título A sinodalidade como estilo para uma permanente conversão pastoral, juntaram-se apenas algumas informações e a oração de Completas. O diálogo mais prolongamento que se sucedeu à conferência aconselhou a não incluir o habitual momento de formação específica exclusivamente dedicado aos diáconos.

12 de outubro de 2021
Decorreu por meios telemáticos a sessão de Formação Permanente agendada para 14 de outubro. À sessão do ciclo Levanta-te: Juntos por um caminho novo, que constou da conferência proferida por D. António Taipa com o título «Levantou-se apressadamente»: Uma leitura de Lc 1, 39-34, juntaram-se a reflexão sobre a última parte de um texto de Alphonse Borras, intitulado O diaconado entre teoria e práxis, e a oração de Completas.

26 de julho de 2021
Foram divulgados os calendários para 2021/2022 da Formação Permanente, da Formação para Candidatos ao Diaconado Permanente e da Formação para Aspirantes em Tempo Propedêutico. Foram também divulgados os dois turnos de Retiros para diáconos permanentes e esposas, assim como a escala de Serviço dos diáconos às missas estacionais do bispo do Porto.