Em grau inferior da hierarquia estão os diáconos, aos quais foram impostas as mãos "não em ordem ao sacerdócio mas ao ministério". Pois que, fortalecidos com a graça sacramental, servem o Povo de Deus em união com o Bispo e o seu presbitério, no ministério da Liturgia, da palavra e da caridade. É próprio do diácono, segundo for cometido pela competente autoridade, administrar solenemente o Baptismo, guardar e distribuir a Eucaristia, assistir e abençoar o Matrimónio em nome da Igreja, levar o viático aos moribundos, ler aos fiéis a Sagrada Escritura, instruir e exortar o povo, presidir ao culto e à oração dos fiéis, administrar os sacramentais, dirigir os ritos do funeral e da sepultura. Consagrados aos ofícios da caridade e da administração, lembrem-se os diáconos da recomendação de S. Policarpo: "misericordiosos, diligentes, caminhando na verdade do Senhor, que se fez servo de todos".

Lumen Gentium n. 29

Calendário de Retiros 2019

Retiros de fim de semana para diáconos permanentes e esposas
De sábado às 9 horas até domingo ao fim do almoço

«A oração, diálogo pessoal com Deus, concederá a luz e a força necessárias para que possam seguir Cristo e servir os irmãos nas diversas vicissitudes. Baseados nesta certeza, procurem deixar-se modelar pelas diferentes formas de oração: a celebração da Liturgia das Horas, segundo as modalidades estabelecidas pela Conferência Episcopal, caracteriza toda a vida de oração; enquanto ministros, intercedam por toda a Igreja. Tal oração prossegue na "lectio divina", na participação nos retiros espirituais segundo as disposições do direito particular» (Diretório do Ministério e da Vida dos Diáconos Permanente, n. 56).

«[Os sacerdotes e diáconos] igualmente têm a obrigação de participar nos exercícios espirituais, segundo as prescrições do direito particular» (Código de Direito Canónico, cân. 276, §2, 4).


Encontram-se agendados para 2019 dois retiros de fim-de-semana para diáconos permanentes e esposas, a iniciar ao sábado, às 9 horas e a terminar ao domingo com o almoço:
Os retiros contam com o apoio da Irmandade dos Clérigos.

As inscrições fazem-se no prazo indicado para cada data de retiro, de modo a podermos fornecer atempadamente o número de inscritos às casas onde os retiros se realizam.

Os diáconos permanentes, neste caso sem as esposas, podem também participar nos Retiros do clero agendados pela Diocese do Porto.